Investimentos em Ações de Responsabilidade Social no Brasil: uma Análise Quantitativa

Autores

  • Eduardo Aguiar Silva Universidade Federal de São João del-Rei
  • Fabrício Molica Mendonça Universidade Federal de São João del-Rei
  • Guilherme Vasconcelos e Gonçalves Universidade Federal de São João del-Rei
  • Denise Carneiro dos Reis Bernardo Universidade Federal de São João del-Rei

DOI:

https://doi.org/10.20401/rasi.1.1.21

Palavras-chave:

Responsabilidade Social, Setores Econômicos, Brasil

Resumo

Esta pesquisa teve por objetivo investigar se os investimentos em ações de responsabilidade social variam de acordo com setor econômico das empresas que os realizam. Para tanto, foram abordadas algumas iniciativas surgidas no Brasil com o propósito de apoiar e disseminar o movimento pela responsabilidade social: o balanço social do IBASE, a ABNT NBR 16001, o ISE BOVESPA, a NBC T 15, bem como a Lei nº 11.638 de 2007. A partir do referencial teórico e no intuito de esclarecer a questão proposta foram analisados de forma quantitativa os investimentos realizados ao longo de 10 anos em educação, saúde, cultura, alimentação, combate à fome e segurança alimentar e aqueles em ações de responsabilidade social rotuladas como “outros”, ou seja, ações que não foram discriminadas pelas empresas. A amostra contemplou os investimentos de 42 empresas que publicam regularmente seus balanços sociais, segregando-se em: 10 organizações do setor bancário, 29 do setor energético, 02 do setor siderúrgico e 01 do setor petrolífero. Os resultados mostraram que as empresas do setor siderúrgico tenderam a realizar investimentos na faixa dos R$ 10 milhões, preferencialmente em atividades educacionais e de saúde e saneamento. Já os setores bancário e petrolífero privilegiaram as ações culturais e educacionais com recursos acima de R$ 100 milhões. E as empresas do setor energético foram as únicas que realizaram investimentos em todas as faixas. De modo geral, esses resultados sugerem que há uma relação entre o perfil de investimentos em ações de responsabilidade social e o setor econômico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Ashley, P. A. (2005). Ética e responsabilidade social nos negócios. (2a ed.). São Paulo: Saraiva.

Associação Brasileira de Normas Técnicas [ABNT]. (2004). Norma Brasileira ABNT NBR 16001- Responsabilidade social - Sistema da gestão – Requisitos. (1a ed.) Disponível em: <http:// http://www.mj.gov.br/corde/arquivos/ABNT/nbr16001.pdf>. Acesso em: 19 set. 2009.

Banco do Brasil (2003). Relatório Anual do Banco do Brasil. Disponível em: <http://www.bb.com.br/docs/pub/siteEsp/ri/pt/dce/dwn/RA2003.pdf >. Acesso em: 10 nov. 2009.

Banco do Brasil (2005). Relatório Anual do Banco do Brasil. Disponível em: <http://www.bb.com.br/docs/pub/siteEsp/ri/pt/dce/dwn/RA2005.pdf >. Acesso em: 10 nov. 2009.

Bernardo, D. C. R. (2010). Ações de responsabilidade social empresarial e incentivos fiscais no Brasil. Tese de doutorado, Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG, Brasil.

Bolsa de Valores de São Paulo [BOVESPA] (2009). Índice de Sustentabilidade Empresarial - ISE. Disponível em: <http://www.bovespa.com.br/pdf/Indices/ResumoISENovo.pdf>. Acesso em: 27 out. 2009.

Borger. F. G. (2001). Responsabilidade social: efeitos da atuação social na dinâmica empresarial. Tese de doutorado, Universidade de São Paulo, SP, Brasil.

Brasil (2007). Lei n° 11.638, de 28 de dezembro de 2007. Altera e revoga dispositivos da Lei no 6.404, de 15 de dezembro de 1976, e da Lei no 6.385, de 7 de dezembro de 1976, e estende às sociedades de grande porte disposições relativas à elaboração e divulgação de demonstrações financeiras. Brasília: Presidência da República. Disponível em: <http://www.cultura.gov.br/site/categoria/apoio-a-projetos/mecanismos-de-apoio-do-minc/lei-rouanet-mecanismos-de-apoio-do-minc-apoio-a-projetos/informacoes-gerais-lei-rouanet-mecanismos-de-apoio-do-minc-apoio-a-projetos-mecanismos-de-apoio-do-minc-apoio-a-projetos/legislacao-especifica/>. Acesso em: 17 out. 2010.

Cappellin, P., & Giuliani, M. (1999). Compromisso social no mundo dos negócios. In: Boletim do IBASE “Orçamento e Democracia”, Rio de Janeiro, v. 6, n. 11, p. 10-11, fev. 1999.

Carvalho, M. S., & Strunchiner, C. J. (1992). Análise de Correspondência: uma aplicação do método à avaliação de serviços de vacinação. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 8 (3), 287-301.
Com Ciência, Revista Eletrônica de Jornalismo Científico (2006). Novo índice avalia sustentabilidade das empresas. Disponível em: <http://www.comciencia.br/noticias/2006/01/sustentabilidade.htm>. Acesso em: 20 set. 2009.

Comissão de Valores Mobiliários (2010). Empresas. Disponível em: <http:/www.cvm.gov.br>. Acesso em: 30 out. 2010.

Conselho Federal de Contabilidade. Normas Brasileiras de Contabilidade/ NBC T 15: informações de natureza social e ambiental. Disponível em: <http://www.portaldecontabilidade.com.br/nbc/t15.htm>. Acesso em: 28 set. 2009.

Ferrel, O. C., Fraedrich J., & Ferrel, L. (2001). Ética Empresarial: dilemas, tomadas de decisão e casos. Rio de Janeiro: Reichmann & Affonso.

Freire, F. S., & Silva, T. R. (2001). Uma descrição sucinta do Balanço Social francês, português, belga e brasileiro. In: Silva, C. A. T., & Freire, F. S. (Org.). Balanço social: teoria e prática (pp. 69-115). São Paulo: Atlas.

Friedman, M. (1962). Capitalism and freedom. Chicago: University of Chicago Press.

Froes, C., & Melo Neto, F. P. (1999). Responsabilidade social e cidadania empresarial: a administração do terceiro setor. Rio de Janeiro: Qualitymark.

Garcia, J. (2004). O negócio do Social. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor.

Greenacre, M. J. (1984). Theory and applications of correspondence analysis. London: Academic.

Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas [IBASE] (2009). Banco de Dados. Disponível em: <http:/www.balancosocial.org.br>. Acesso em: 11 out. 2009

Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas [IBASE] (2009). Balanço Social. Disponível em: <http://www.balancosocial.org.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm>. Acesso em: 03 dez. 2010.

Instituto Cultural Cidade Viva (2003). Perfil das empresas patrocinadoras. Rio de Janeiro: Record.

Instituto Ethos (2009a). Indicadores Ethos de Responsabilidade Social. Disponível em: <http://www.ethos.org.br/docs/conceitos_praticas/indicadores/default.asp>. Acesso em: 21 set. 2009.

Instituto Ethos (2009b). Responsabilidade social empresarial. Disponível em: <http://www1.ethos.org.br/EthosWeb/Default.aspx>. Acesso em: 21 set. 2009.

Kroetz, C. E. S. (2000). Balanço social: teoria e prática. São Paulo: Atlas.
Lourenço, A. G., & Schröder, D. S. (2003). Vale investir em responsabilidade social empresarial? Stakeholders, ganhos e perdas. In: Instituto Ethos. Responsabilidade social das empresas: a contribuição das universidades (vol. 2, pp. 79-120). Petrópolis: Instituto Ethos,

Malhotra, N. K. (2001). Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. (3a ed.). Porto Alegre: Bookman.

Murthy, V. (2008). Corporate social disclosure pratices of tops software firms in Índia. Global Business Review, London, 9 (2), 173-188.

Oliveira, J. A. P. (2008). Empresas na sociedade: sustentabilidade e responsabilidade social. Rio de Janeiro: Elsevier.

Petrobrás (2006). Relatório anual da Petrobrás. Disponível em: <http://www2.petrobras.com.br/ri/port/ConhecaPetrobras/RelatorioAnual/pdf/RelatorioAnual_2006.pdf >. Acesso em: 10 nov. 2009.

Srour, R. H. (2000). Ética empresarial: posturas responsáveis nos negócios, na política e nas relações pessoais. Rio de Janeiro: Campus.

Souza, H. (n.d.). Mensagem do Betinho. Disponível em: <http:/www.balancosocial.org.br>. Acesso em: 11 set. 2009.

Sucupira, J. A. (2009). Responsabilidade social das empresas. Disponível em: <http:/www.balancosocial.org.br>. Acesso em: 11 out. 2009.

Tenório, F. G. (2006). Responsabilidade Social: teoria e prática. (2a ed., rev. e ampl.). Rio de Janeiro: Editora FGV.

Tinoco, J. E. P. (2001). Balanço social: uma abordagem da transparência e da responsabilidade pública das organizações. São Paulo: Atlas.

Downloads

Publicado

2015-06-18

Edição

Seção

Artigos Científicos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)